Uma balada para voltar no tempo!

Postado em 12/08/2018
Cultura & Gastrô

Fomos até a Over Night e nos sentimos com 17 anos de novo

Por Sol Felipe

Um dos desafios propostos pela Joy Moretti, a maravilhosa e divônica editora colorida deste portal, foi que eu cobrisse a cultura da Cidade de São Paulo e se a vida me permitir, do mundo.

Tendo visitado exposições como sempre e ido ao teatro (minha paixão nada secreta) mas resolvi ir para a balada também. E para um point que reabriu há 3 anos mas que me fez revisitar a minha adolescência – a Over Night!

Sim! Quem tem 30 e mais alguns anos, como eu, nunca esqueceu dessa casa noturna na Móoca, bello!  Agora, em endereço bem agitado – na Vila Olímpia – a casa é menor mas toca aqueles hits que fazem o coração (e o quadril) da gente balançar.

Logo que eu cheguei já tinha gente fazendo aqueles passinhos sincronizados que fazíamos no final dos 80, começo dos 90! Corri para a pista e me arrisquei também, afinal não é necessário acrobacias até o chão para fazer bonito.

Mas a casa não parou no tempo, não!

No início, depois da icônica abertura “Oooover Night” tem um show com as dançarinas no melhor estilo sexy sem ser vulgar. E uma espécie de lustre (vou chamar assim por falta de nome melhor) cheio de luzes, que descia sobre a plateia.

Tem Robotron também minha gente. O novo Robocop podemos assim dizer. E ele dança com a galera, joga aquela fumaça sufocante pra cima, pra frente, em cima da gente e todo mundo grita porque temos 17 anos again!

Gostei da experiência. De verdade. Dancei até as 4h da manhã (como antigamente) e aproveitei para passar numa padaria 24h do bairro mesmo e me sentir mais adolescente ainda.

Se você tem 17 na mente e mais de 30 no corpinho, vá na Over Night! Você vai curtir com certeza!

Ah, ponto super positivo para as recepcionistas da porta e para os seguranças. Todos muito simpáticos!


Joy Moretti

Idealizado pela jornalista Joy Moretti, o Radar Feminino é feito para as mulheres modernas, que estão atentas a tudo que está acontecendo ao seu redor, e querem se manter informadas sobre os mais diversos assuntos. É uma maneira de exaltar e homenagear as grandes guerreiras que fazem diferença em nosso país e no mundo diariamente. "Quando uma mulher empodera a outra, ela está reafirmando o seu próprio poder!"

Comentar

Seu email nunca será compartilhado. Campos obrigatórios são marcados *

*
*